4 tendências de paisagismo que você não pode perder!

blog

Jardins complementam o projeto arquitetônico, contribuem para a decoração e são ótimos para melhorar a qualidade de vida e a aparência de uma casa ou escritório.

Se você busca inspiração para a criação de uma área verde, conheça agora algumas tendências de paisagismo que podem contribuir para o seu insight:

1. Plantas ornamentais

Uma das tendências do paisagismo contemporâneo, o uso de plantas ornamentais tem sido cada vez mais frequente na criação de belas áreas verdes. Mas, antes de escolhê-las, é preciso definir como será o jardim. O espaço jardinado deve combinar com a decoração da casa e, claro, com o estilo de vida do seu morador.

Para projetos com estilo contemporâneo, com formas retas e mais limpas, uma boa ideia é criar uma área verde com palmeiras, bromélias e plantas de folhagens coloridas, que trazem um ar de sofisticação e deixam o espaço mais vibrante. Já para projetos de linhas mais clássicas e formais, invista em pinheiros, bruxinhos e cercas vivas.

Entretanto, o tipo de planta escolhida também depende da disponibilidade do morador, que precisa tratá-la, assim como das condições climáticas do ambiente onde serão cultivadas. Cheque como é o vento e o sol na região e a periodicidade de rega da vegetação escolhida. Assim, você pode definir o que pode ou não ser adicionado ao projeto.

2. Espaço para horta

Com a explosão dos residenciais com espaço gourmet, surge uma nova tendência de paisagismo: jardins com hortas próprias. Essa é uma forma prática de ter sempre em mãos temperos e alguns verdes fresquinhos e o melhor: pode ocupar um espaço externo ou interno.

Mesmo apartamentos pequenos podem ter suas hortas. Manjericão e alecrim, por exemplo, são espécies bem resistentes e, mesmo com pouco espaço, podem ser cultivados em vasos, gavetas ou em outros objetos criativos e decorativos.

Como adicional, esse tipo de jardim oferece o prazer de uma atividade com a terra, bastante apreciada por muitas pessoas.

A horta, como não poderia deixar de ser, exige cuidados frequentes e uma boa iluminação. Portanto, a localização e o perfil do morador são características muito importantes que devem ser pensadas na hora de adicionar essa ideia a um projeto.

3. Jardins internos

Além de hortas internas, é possível fazer um jardim completo dentro de uma casa ou escritório. A vegetação pode ser plantada em vasos ou diretamente no solo, em espaços planejados, próximo às fachadas ou grandes aberturas que permitam a entrada de luz.

Um jardim interno, além de bonito, pode ser bem funcional. É possível utilizar algumas plantas para servirem como divisória entre cômodos diversos, por exemplo. Na cozinha, a horta interna pode ajudar na hora do preparo dos alimentos com temperos sempre frescos e saudáveis.

Um jardim vertical também ajuda a decorar a casa e é fácil de ser cuidado. Disponha diversos vasos em uma estrutura de madeira ou concreto grudada à parede e crie um mosaico de cores, texturas e aromas próximo às janelas ou sacadas.

4. Mobiliário no jardim

Nem só de terra e plantas é feito um jardim. Se cuidar de um espaço verde proporciona prazer e calma, desfrutar desse espaço é ainda melhor. Para que isso seja possível, espalhe espreguiçadeiras e namoradeiras pela área, com materiais resistentes às intempéries do tempo, como fibra, plástico, ferro ou corda.

Para dar um toque mais alegre, almofadas coloridas e estampas vibrantes podem ser espalhadas no mobiliário.

Conhecer algumas tendências de paisagismo e as novidades da arquitetura é essencial para realizar um trabalho inovador e bastante atrativo. Planejar um modo de acomodar esse espaço pode ser um grande diferencial no projeto, que ganha em sofisticação e oferece bem-estar ao ambiente.

Além de conhecer as tendências de paisagismo e investir em um mobiliário inspirador, outros materiais podem ajudar a refinar ainda mais o jardim. Descubra quais acabamentos são ideais para a área externa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *