Como e por que reter talentos no seu escritório de arquitetura?

82424-como-e-por-que-reter-talentos-no-seu-escritorio-de-arquitetura (1)

Reter talentos é uma preocupação constante de todas as empresas. Nos escritórios de arquitetura, isso não é diferente: embora o setor ainda sofra com uma cultura de pouca valorização dos arquitetos juniores, é essencial manter os bons profissionais, que podem dar destaque ao seu negócio e aumentar a sua rede de clientes.

Se você não tem nenhuma política no seu escritório de arquitetura para reter seus talentos ou ainda não está convencido da importância dessa cultura, continue a leitura do texto e descubra porque você deveria repensar essa atitude agora:

Por que reter talentos no escritório de arquitetura?

Em geral, os escritórios de arquitetura têm sua imagem ligada ao nome do proprietário ou dos arquitetos seniores que ali trabalham — e por isso podem não dar tanta relevância ao trabalho dos novos profissionais.

Isso acaba se configurando em uma alta rotatividade de jovens arquitetos que, muitas vezes, apenas usam o escritório para ganharem um pouco mais de experiência e visibilidade antes de montarem o seu próprio negócio.

Essa situação faz com que muitos arquitetos se perguntem por que implantar uma política para reter talentos se a rotatividade costuma ser alta. A verdade é que, muitas vezes, se houvesse uma tendência de valorização desse profissional, ele poderia se tornar um aliado do seu negócio, ajudando-o a expandir, a conseguir mais clientes e até ter mais lucros, trazendo uma visão nova e fresca do mercado.

Lá fora, essa é uma realidade há bastante tempo. Jovens arquitetos se juntam a escritórios e, com o passar do tempo e do desempenho profissional, podem se tornar associados seniores ou até mesmo sócios, vide a história de sucesso da arquiteta iraniana Zaha Hadid que entrou para o escritório holandês Rem Koolhaas quando ainda era iniciante.

Ter ao seu lado um arquiteto qualificado e que tenha a mesma visão de negócios que você poderá promover uma redução de custos, diminuição da rotatividade de funcionários, retenção de conhecimento, colaboradores mais qualificados e, claro, melhores resultados.

Como reter talentos em meu escritório?

Agora que você já compreendeu a importância de reter talentos, que tal começar a implantar uma política de valorização profissional no seu escritório? Confira algumas dicas:

Atente-se a sua liderança

A liderança é um dos principais motivos capazes de “espantar” bons profissionais. Líderes centralizadores podem atrair pessoas resignadas e apáticas, líderes desrespeitosos somente terão funcionários de baixa autoestima e gestores egocêntricos estarão incentivando o cinismo e a bajulação na sua empresa.

Por isso, se você quer estar cercado de bons profissionais, é essencial demonstrar clareza nos seus valores e crenças, ética e senso de justiça. Um líder capaz de dialogar e comprometido com o desenvolvimento dos demais profissionais é fundamental para inspirar os novos talentos, que vão desejar aprender com ele e ainda se sentirão em um ambiente agradável e motivador.

Cuidado com o ambiente

O ambiente em que se trabalha é essencial para que você possa sentir-se bem, motivado e ter vontade de continuar na empresa. Em um escritório de arquitetura, é comum que o ambiente seja, muitas vezes, bastante competitivo e até injusto.

Para evitar essa sensação de insegurança, é essencial trabalhar para manter um bom clima organizacional que incentive a ação e a colaboração dos membros da equipe. Se possível, tente erradicar maus hábitos como fofocas, desrespeito e exclusão de membros do time.

Ofereça uma política de crescimento

Nenhum bom profissional quer estar sempre no mesmo lugar. Para reter talentos, é preciso oferecer uma possibilidade de crescimento, que reconheça os valores e o esforço do jovem arquiteto.

Embora o salário seja importante, é essencial que o profissional sinta-se valorizado e tenha ambição para trabalhar e atingir metas a fim de ser promovido e ter aumento no seu salário.

Você também poderá oferecer prêmios por metas cumpridas, viagens de incentivo, auxílio no custeio de cursos, entre outros.

Como você pode notar, para reter talentos é essencial conhecer bem seus colaboradores e estar atento a todos os pontos que transformam o seu escritório de arquitetura em um ambiente agradável e capaz de valorizar os profissionais que ali trabalham.

Gostou desse conteúdo e está pensando em investir no seu empreendimento? Tire suas dúvidas sobre plano de negócios para escritórios de arquitetura e prepare-se para ampliar o seu sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *