Entenda como a realidade virtual está mudando o futuro da arquitetura

como-a-realidade-virtual

As tendências arquitetônicas mudam todos os anos, seja por conta de um designer inovador ou pela aposta em diferentes materiais que vem sendo introduzidos nas novas construções. Além disso, o arquiteto hoje pode contar com dispositivos virtuais quem facilitam e evoluem a forma como ele desenvolve o seu trabalho. Diferentes softwares demonstram plantas, ajudam a projetar ambientes e a conduzir reformas.

Porém, a tecnologia está avançando tanto que já é possível usar da realidade virtual na arquitetura e possibilitar aos clientes a visualização e integração dos projetos de maneira clara e otimizada, como se eles estivessem dentro do apartamento pronto e decorado.

Entenda como a arquitetura será cada vez mais beneficiada pela tecnologia nos próximos anos.

Os projetos com a realidade virtual
Projetos realizados em programas de criação tridimensional não são novidades, mas os novos recursos tecnológicos contam com ferramentas que colocam o cliente praticamente dentro da futura residência. Similar aos óculos de cinema 3D, mas com maior autonomia e complexidade, já existem dispositivos que permitem que a visualização do ambiente virtual seja super-realista, sendo possível mover e até mesmo interagir com objetos do cenário.

Em um processo muito parecido com os jogos eletrônicos, é projetado desde a estrutura do imóvel até a decoração, com ferramentas totalmente virtuais. O cliente poderá analisar todos os cômodos e avaliar cada canto, com a possibilidade de fazer alterações quase que em tempo real.

As vantagens para a arquitetura
O projeto que utilizar a realidade virtual trará a plena satisfação para todos os envolvidos. Para as construtoras, poderá ser o fim da montagem de cenários físicos e maquetes, que além de trabalhosos, despendem muitos recursos. Não será mais necessário montar um apartamento para impressionar possíveis compradores.

Para os clientes, a visão exata de como será a sua futura residência é algo incrível. Contando com a possibilidade de uma galeria virtual, será possível alterar objetos, móveis, decoração ou mesmo a estrutura, com simples cliques feitos em computador, e visualizar os resultados imediatamente, como se a própria imaginação fosse a construtora do projeto. Para aqueles mais detalhistas, que gostam de conferir tudo com calma, poder ver e rever na tela da própria televisão ou smartphone, é mais uma de suas vantagens.

Tecnologia incrementando as vendas
Através dessa nova tecnologia, a venda dos imóveis deixará de ficar restrita a visita do comprador ao apartamento montado ou pela visualização de maquetes nas imobiliárias. Ambientes inteiros podem ser levados a escritórios, shoppings ou até mesmo a locais abertos, como praias — locais em que o comprador estará feliz e motivado e prestará atenção em novidades — basta levar o simulador de realidade virtual.

Por estar ainda em fase inicial, o sistema virtual arquitetônico deve ir ganhando espaço no mercado aos poucos. É provável que caminhe lado a lado com os modelos tradicionais por pelo menos mais 10 anos, quando deverá se tornar o modelo padrão para apresentação e venda dos apartamentos.

O que você acha da introdução da realidade virtual no futuro da arquitetura? Compartilhe com a gente a sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *