Fique por dentro: 5 tendências de arquitetura sustentável para os próximos anos

Fique por dentro 5 tendencias de sustentabilidade

O consumo desenfreado dos recursos naturais está diminuindo tem causado efeitos nocivos ao meio ambiente e provocado graves crises. Hoje, por exemplo, muitos estados têm enfrentado racionamento de água e energia, entre diversos outros fatores preocupantes relacionados à exploração excessiva da natureza.

Para minimizar esse impacto, estão surgindo tendências de arquitetura sustentável, que diminuem o consumo principalmente de água e energia elétrica.

Neste artigo, mostraremos 5 tendências de arquitetura sustentável que já estão disponíveis e que você pode usá-las imediatamente em seus projetos. Acompanhe!

1. Telhado verde

O telhado verde consiste na aplicação de uma camada de solo e vegetação na cobertura de edificações. Ele fornece isolamento acústico e térmico, ajuda na drenagem da água da chuva e pode até servir como área de lazer.

Além de contribuir para a diminuição da temperatura interna construção — que pode sofrer redução de até 3 ºC —, uma grande área de edificações com telhado verde pode ajudar a reduzir a temperatura urbana nesse local. A medida ainda melhora a qualidade do ar, pois as plantas atuarão como um filtro, limpando o ar local.

2. Reaproveitamento da água

Existem diversas formas de se aproveitar a água. Uma delas é a captação da água da chuva. A água que seria lançada nas galerias pluviais urbanas, gerando risco de inundações, é armazenada em galões e pode ser utilizada em sanitários, lavagem de varandas, rega de jardins, entre outras atividades.

Outra forma é água de reúso. A água utilizada para o banho e lavagem de louças e roupas passa por um processo de filtragem e pode ser reutilizada com a mesma finalidade da água da chuva. Essa água ainda não é própria para o consumo humano, mas pesquisas já estão sendo feitas para torná-la potável.

3. Aquecimento solar

O aquecimento solar é o aquecimento da água utilizada na edificação pelos raios solares. Não confunda aquecimento solar com energia solar. Energia solar é a produção de energia elétrica através de células fotovoltaicas e utilizada para o funcionamento de aparelhos domésticos.

A vantagem do aquecimento solar, além de ser um sistema relativamente barato, é a economia de energia que seria desperdiçada no chuveiro elétrico por exemplo. O investimento neste sistema tem retorno rápido.

4. Materiais alternativos

A maioria das construções utilizam o concreto como principal material. Atualmente existem diversos materiais alternativos como tijolos de garrafas pet ou reciclados com resíduos de outras construções.

Bambus e outras fibras vegetais dão origem a materiais altamente resistentes. Embalagens longa vida são ótimas para utilização no isolamento térmico.

Há também a opção da utilização de pré-moldados, que são partes da construção, como paredes, que são pré-fabricados e encaixadas como peças de Lego. Os pré-moldados estão disponíveis em diversos materiais.

A grande vantagem na utilização de materiais alternativos é que eles são mais baratos que os materiais convencionais, além de serem mais ecológicos.

5. Criatividade no design

As casas “quadradas” tradicionais nem sempre são capazes de aproveitar bem recursos naturais, como ventos e luz solar.

Os arquitetos devem pensar em projetos que aproveitem bem esses recursos, como a disposição e tamanho dos cômodos, seus formatos, orientação das portas e janelas etc. Conhecer a climatologia local e regime de ventos também é um ótimo aliado no projeto de uma construção que aproveite da melhor maneira possível os recursos naturais.

Agora que você já conhece algumas tendências de arquitetura sustentável, que tal levar essas dicas para mais pessoas? Compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude seus seguidores a ficarem por dentro das maiores novidades da área!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *