Pedras naturais e artificiais: entenda as diferenças!

O acabamento de ambientes recém-construídos ou reformados é um item fundamental que não deve ser negligenciado. Nesse contexto, a utilização de pedras naturais ou artificiais tem um importante papel.

Não importa se o acabamento é da sala, do banheiro, da cozinha ou do hall: para traduzir estilo e sofisticação com um toque exclusivo, as pedras naturais e artificiais aparecem como uma forte tendência.

Mas você sabe qual é a diferença entre pedras naturais e artificiais? No post de hoje, mostramos o que distingue esses dois tipos de pedras e como utilizar cada um deles em seu projeto. Confira!

Diferenças entre pedras naturais e artificiais

Composição

A grande diferença entre os tipos de pedra de acabamento está na composição dos elementos.

Diferentemente das pedras naturais, as artificiais (ou sintéticas) apresentam 90% de rochas naturais como granito ou mármore em sua composição. O restante compõe-se de agentes aglutinantes, como resina de poliéster.

Durabilidade

Outra diferença importante é a durabilidade, já que as pedras industrializadas são mais resistentes do que as naturais.

Mas as pedras extraídas da natureza também têm pontos fortes. Utilizadas desde a Grécia Antiga e Império Romano, proporcionam elegância, aconchego e sofisticação. As mais populares você já deve conhecer: são o mármore e o granito.

Além de versáteis, ambas podem ser utilizadas em escadas, paredes, bancadas, pisos e lareiras. O ponto fraco, entretanto, é a resistência. O mármore, por exemplo, tem uma natureza porosa e pode desgastar-se mais facilmente.

Aplicabilidade

Independentemente de sua escolha, cada tipo de pedra apresenta beleza, resistência, forma de limpeza e estilos próprios. A variedade de cores, por sua vez, é algo comum tanto para pedras naturais como para as artificiais.

Cada tipo de pedra de acabamento também apresenta uma aplicação de acordo com os objetivos do projeto. Se você deseja criar um ambiente sofisticado, as pedras naturais podem ser uma boa opção.

Por outro lado, modernidade e vanguarda são características das pedras artificiais. Sua escolha, portanto, vai depender de seus objetivos e do lugar onde serão aplicadas.

Usando pedras naturais para um toque de clássico

A unicidade das pedras naturais combina com ambientes luxuosos e clássicos. As opções mais desejadas são mármores e granitos, que variam em tons e podem vir com mais uniformidade ou pigmentos bem demarcados. Não à toa, o mármore foi destaque na Casa Cor de São Paulo deste ano.

Mármores travertinos e de carrara são os mais nobres e com padrões mais delicados. Variam entre tons leitosos, de gelo e acinzentados. Se a decoração exige um tom clássico mais conservador, o travertino é uma boa escolha.

Se a intenção é levar leveza ao ambiente, ou se houver combinação com uma decoração moderna em outros acabamentos, o mármore carrara é a aposta acertada.

Granitos têm uma variação de cores maior, já que são formados por três minerais: mica, feldspato e quartzo. A variação de pigmentos é diversificada, mas uma tendência mais forte são os mármores uniformes, como o preto absoluto e o café imperial, tipos mais presentes nas composições atuais.

Apostando em pedras artificiais para um toque moderno

As pedras artificiais têm ganhado espaço no Brasil. Marmoglass, silestone, dekton, nanoglass e aglostone são apenas alguns exemplos de pedras artificiais que vieram para ficar.

Ambientes de luxo voltados para uma imagem mais moderna certamente irão chamar estas pedras artificiais. Podem vir em cores fortes, tons pastéis ou brancos que conferem um ar clean, além de brilho e elegância ao ambiente.

Algumas variações de textura podem ser conquistadas com o dekton, por exemplo. Pedras artificiais também podem ser combinadas com marcenarias em madeira rústica ou laqueadas, já que o efeito é sempre de alto padrão de acabamento.

Combinando pedras naturais e artificiais

Uma boa dica na utilização de acabamentos em pedra é trazer descontração e mais personalidade para o ambiente, mas sem perder em luxo. Uma aposta é investir na combinação de pedras naturais e artificiais. Isso funciona bem, especialmente em banheiros que podem ter piso e paredes em mármore carrara e pia com design marcante em silestone, por exemplo.

E aí, ficou inspirado com nossas dicas sobre pedras naturais e artificiais? Então compartilhe nosso post em suas redes sociais e marque os amigos que gostariam de entender mais sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *