Saiba como melhorar a gestão de escritórios de arquitetura

131494-saiba-como-melhorar-a-gestao-de-escritorios-de-arquitetura

O empreendedorismo não é apenas uma decisão de coragem, mas também de planejamento. Para liderar um negócio com eficiência, fazendo-o crescer de forma perene e sustentável, é preciso estar constantemente atento às demandas administrativas.

Na gestão de escritórios de arquitetura, o cenário não é diferente. Se você procura alargar seus conhecimentos na atividade gerencial de uma empresa e entender como é possível potencializar processos e otimizar recursos, então veio ao lugar certo!

Neste post, você verá algumas dicas valiosas para melhorar a gestão do seu escritório de arquitetura. Vamos começar?

1. Estabeleça objetivos e metas

O primeiro passo para uma gestão eficiente é definir seus objetivos e metas. Ao concebê-las, você deve ter em mente a estrutura do negócio, certificando-se sempre de desenhar algo alcançável e quantificável.

Nessa etapa, você terá a oportunidade de analisar o negócio sob vários ângulos complementares, fortalecendo as bases para que a operação possa crescer a curto, médio e longo prazos. A partir desse exercício, você poderá seguir um plano de ação crível e pertinente aos seus anseios.

2. Monitore os custos de perto

Jamais negligencie o impacto dos custos na saúde do seu negócio! É imprescindível que, desde o primeiro dia, você se comprometa a acompanhar o fluxo de saída bem de perto.

Ao ignorar suas despesas, seus gastos fixos ou seus investimentos esporádicos, você corre sérios riscos de acabar endividado sem nem mesmo de dar conta de onde foi para o dinheiro. Por isso, assuma a responsabilidade irrevogável de registrar todas as transações do escritório e certifique-se de estar sempre no azul, otimizando os recursos disponíveis.

3. Defina a produtividade da equipe

Ao montar uma equipe, você deve ter em mente qual é a produtividade do time, garantindo que a qualificação e o engajamento retornem em bons projetos e excelentes lucros.

Para que o negócio se desenvolva saudavelmente, portanto, é essencial definir metas para os colaboradores, assegurando que os investimentos em pessoas sejam cobertos pelos negócios fechados. O ideal é que cada funcionário tenha um “valor mínimo mensal de produção”, o qual reflete o limite financeiro para que o mês seja encerrado com saldo positivo.

4. Controle trabalho e produção

No esforço de manter a solidez do negócio, proporcionando o crescimento da sua operação, é preciso controlar a execução do trabalho (individual e coletivamente) e estar ciente das etapas produtivas. Somente ao nutrir uma visão ampla e estratégica do negócio, visualizando a necessidade de aplicar ajustes ou reformular processos, é possível perseguir o sucesso mercadológico.

5. Ofereça orçamentos realistas

Apenas conhecer e acompanhar seus custos internos não é suficiente para prosperar em um mercado cada vez mais competitivo. Também é preciso repassar esse domínio ao cliente no formato de uma proposta de serviços coerente e realista.

No momento de formalizar o projeto, certifique-se de descrever com exatidão quais serão os itens demandados (de acordo com as especificações, tipos e descrições de materiais, por exemplo), estipulando um orçamento preciso. Além disso, esteja consciente da quantidade de horas que a execução do projeto demandará, evitando surpresas desconfortáveis ao longo do processo.

Agora que você já conhece os aspectos essenciais para fazer uma boa gestão, aproveite para entender como melhorar a produtividade do seu escritório de arquitetura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *